Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \16\UTC 2013

Farinhada da Costa 2013

Fotos por Vânia Rodrigues (artista visual da mídia ninja da Costa da Lagoa;)

Com telhado novo e equipe de organização reestruturada o engenho da Costa continuou rodando este ano para a tradicional farinhada!!

IMG_1577

A festa comunitária “Farinhada da Costa da Lagoa” acontece todos os anos no último engenho de farinha da bacia da Lagoa da Conceição, em Floripa. Este espaço,juntamente com o caminho da costa da lagoa ao canto dos aracás é tombado pelo Ipuf (Instituto de Planejamento urbano de Florianópolis) mas  existe apenas por iniciativas particulares e apoio de projetos como o Ponto de Cultura Engenhos de Farinha.

_DSC2207

Nos últimos dias 03 e 04 de agosto a famosa celebração voltou a emocionar a todos  com a espontaneidade  com que “nunca deixa de acontecer”. Este ano a família Ramos, antiga proprietária e atual festeira, contou com amigos e parentes para reviver a tradição. A atuação da família como realizadora da festa e guardiã dos saberes tradicionais de feitio da farinha na bacia da lagoa está se consolidando nos últimos anos, com o apoio do Ponto de Cultura Engenhos de Farinha/Cepagro e da Associação Engenho na figura de seu atual  presidente, Esdras da luz, o Dico.

_DSC2200

A edificação do Engenho passou por acidentes em uma tempestade e acabou ficando destelhada poucos dias antes da temporada de colheita da mandioca. O problema foi solucionado  através do tradicional mutirão da Associação Engenho  com o financiamento do Ponto de Cultura Engenhos de Farinha.

Este ano, Elói Ramos, cevador histórico do engenho e suas filhas Helena Ramos e Bianca Ramos, assumiram, juntamente com o casal Valdinei Valdir Andrade, o Dico, e Edenisse Ramos Andrade, a Misse, a organização da festa celebrando o divertido feitio da farinha por tração humana. Zico, tradicional forneiro que esteve afastado do forno na última farinhada, garantiu este ano a ecxelência do ponto da farinha polvilhada e a crocância do beijú.

_DSC2154

O artista Paulo Burani, morador da vila verde e o museólogo Giliard Abilio (que passou a apoiar a farinhada após uma oficina do Ponto de Cultura) também estiveram trabalhando na equipe para que tudo saísse como o engenho e comunidade merecem._DSC2213

O boi de mamão e de papelão da escola ganhou novos adereços se embelezando para marcar sua presença mais uma vez na festa.  E este ano a Farinhada  teve até atração cultural internacional,uma talentosa trupe de palhaços espanhóis passou pelo evento alegrando ainda mais o momento. Parabéns a todos que contribuem para a existência destes saberes e sabores na Costa da Lagoa! E até a próxima farinhada!

_DSC2161_DSC2171

Anúncios

Read Full Post »

Engenho de Angelina no Jornal de Águas Mornas!

Atividade articulada pelos agricultores Celso e Angelina com o apoio do Ponto de Cultura Engenhos de Farinha e Prefeitura de Angelina

Read Full Post »

Ciclo de Educação Patrimonial e Alimentar do Ponto de Cultura

Por Javier Bartaburu.
Fotos: Kátia Donici.

Continuando as atividades ligadas ao ciclo de visitas a engenhos de farinha “Educação Patrimonial e Alimentar: a Escola vai ao Engenho” coordenado pelo Ponto de Cultura Engenhos de Farinha, a Escola Estadual de Ensino Fundamental João Frederico Heck (Angelina) visitou o Engenho de Farinha da Família Gelsleuchter, localizado na comunidade de Coqueiros, município de Angelina.

Foram três dias de visitas (2, 10 e 16 de Julho), totalizando 8 turmas participantes e um total de 135 alunos, 8 professoras e a diretora da escola, Delourdes Heck, quem acompanhou todas as atividades.

1

Dona Catarina recebendo alunos do segundo e sétimo ano da EEF J.F. Heck. Angelina, 10 de Julho de 2013

As turmas, recebidas pelos proprietários do engenho, Catarina e Celso Gelsleuchter, tiveram a oportunidade de acompanhar o processo de feitio de farinha de mandioca artesanal, além de se aproximar dos conceitos de gestão de resíduos e produção agroecológica de alimentos.

Segundo dona Catarina: ”As crianças viram descascar, raspar, cevar e prensar a massa. Pegaram a massa nas mãos para sentir a textura, experimentaram a farinha e lancharam. Além da escola estavam participando da farinhada 3 vizinhos. Havia muito interesse por parte das crianças ou seja de todos. As crianças escutavam o que falavam os donos do engenho e faziam muitas perguntas. Foi a acolhida dos donos e o incentivo das professoras e da diretora que deixou as crianças bem a vontade. Aproveitamos para falar sobre a preservação do planeta, sobre começar ao nosso redor, produtos orgânicos, Terra Madre, Slow Food”.

2

Alunos da EEF J. F. Heck acompanhando o lavado e raspado do aipim. Angelina, 10 de Julho de 2013.

A produção artesanal de farinha de mandioca tem raízes bem profundas no município de Angelina, como comenta a dona Catarina: “… A professora Neli, durante a infância e adolescência ajudou seu pai a fazer muita farinha, puxando a mandioca no lombo de cavalos e até nos próprios ombros. Os avos da diretora (Delourdes) também foram grandes farinheiros no nosso município. A professora Neli disse sentir no engenho um cheiro de infância”.

3

Seu Celso colocando o aipim descascado no cevador. Angelina, 10 de Julho de 2013.

Para finalizar cada uma das atividades, foi servido aos presentes, um lanche preparado pela dona Catarina com produtos do próprio engenho, como manifesta a proprietária: ”Alguns acharam o beijú e o cuscus meio estranho, mas todos experimentaram e alguns gostaram muito. O lanche oferecido foi igual nos três dias e a maioria das vezes as crianças repetiam, algumas delas diversas vezes”.

Jornalistas do Jornal de Águas Mornas, convidados pelos proprietários, acompanharam as atividades do dia 16 de Julho.

O ciclo de visitas a engenhos de farinha “Educação Patrimonial e Alimentar: a Escola vai ao Engenho” continua durante os meses de Agosto e Setembro em Florianópolis

4

Seu Celso, Neri, dona Hilma e seu Sebastião em ação. Angelina, 10 de Julho de 2013

Read Full Post »